top of page
  • Foto do escritorHenrique Klemba

Relatório de emprego de março indica desaceleração da economia dos EUA

Os dados divulgados hoje (7) sobre a criação de vagas de trabalho não-agrícolas nos Estados Unidos confirmam a desaceleração da economia americana.



Foram abertas 236 mil vagas no mês passado, o que ficou abaixo das 326 mil de fevereiro (um número que foi revisado, em comparação com os 311 mil postos de trabalho da avaliação preliminar). A taxa de desemprego diminuiu de 3,6% em fevereiro para 3,5% em março, um pouco abaixo das expectativas do mercado, que eram de 3,6%. No entanto, os salários subiram 0,3% em base mensal, como previsto pelos especialistas.


Além disso, outros quatro indicadores revelaram queda nas contratações. Na quarta-feira (05), o relatório da ADP (American Data Processing) apontou a criação de apenas 145 mil vagas no setor privado em março, muito abaixo das 242 mil vagas abertas em fevereiro. O relatório JOLTS, do Bureau of Labor Statistics (BLS), divulgado na terça-feira (04), mostrou que a abertura de vagas em fevereiro foi de 9,93 milhões, abaixo dos 10,56 milhões de janeiro (dado revisado) e abaixo da expectativa de 10,4 milhões de vagas. E ontem (6), o número de pedidos iniciais de seguro-desemprego caiu para 228 mil, embora ainda acima da projeção de 200 mil.


O non-farm payroll foi mais um indicador a confirmar a desaceleração da atividade econômica nos Estados Unidos. No entanto, é importante observar que o mercado estava esperando esse resultado, portanto, não foi uma surpresa completa. O que é preocupante é a queda constante em todos os indicadores de emprego, sugerindo que a economia americana pode estar enfrentando dificuldades. É importante ficar atento às próximas divulgações de dados econômicos para avaliar melhor a situação.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page